terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Livro - As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média.

Fonte: liderainfluenciar.blogspot.com
Não julgue um livro pela capa. Nem o subestime pelo número de páginas. Nesse aqui, são pouco mais de 100.

É, as vezes não é preciso falar muito para dizer tudo.

Um ótimo exemplo disso é As 10 principais diferenças entre os milionários e a classe média (The top 10 distinctions between millionaires and the middle class, Sextante, 2009). 

Escrito por Keith Cameron Smith, o livro faz um caminho entre o que te enriquece e o que te deixa estagnado na média. Ou classe média, se preferir.

São dez tópicos. Um que inicia o percurso, e um que fecha o conteúdo, de acordo com o autor, são os únicos em ordem.

Os outros oito podem influenciar sua vida de diferentes maneiras. Em momentos diversos. E podem ser lidos em qualquer ordem que você queira.

Isso ajuda quando reler o livro. Deixa as coisas mais divertidas. E essa é uma obra para ser revista. Algumas muitas vezes.

O autor pede que você faça isso. Como forma de fixar o conteúdo. É comum em livros como Quem Pensa, Enriquece! de Napoleon Hill (resenha aqui).

O primeiro tópico, o que abre sua cabeça, é "os milionários pensam a longo prazo. A classe média pensa a curto prazo." A forma de como não se vê - e se planeja o amanhã. 

Alguns vivem o momento, e apenas ele.

Nada contra agir assim. É essencial, claro. Temos que aproveitar a vida. Mas podemos também sonhar e planejar nossos desejos para o futuro.

Estou em busca de um método para isso. Quem quiser ler mais sobre, e até me ajudar, clique aqui.

Desde os riscos. Adaptação a mudanças. Visar o lucro ao invés do salário. O crescimento continuado em oposição ao fim do aprendizado com o término da faculdade ou da pós-graduação.

Múltiplas fontes de renda. Aumentar o patrimônio líquido. São algumas características do pensamento de quem tem muito dinheiro.

É como dizem, pense como um milionário e você pode se tornar um. Ou "vista-se para o cargo que deseja, não aquele que tem hoje."

E a conclusão é também um começo para nossa reflexão. "Os milionários fazem a si mesmos perguntas que os fortalecem. A classe média faz a si mesma perguntas que a enfraquecem."

Quais são elas? Leia o livro. É fininho - 107 páginas.Vale muito a pena. Mais do que apenas mostrar alternativas, ele te dá um caminho por onde seguir. E estimula seu pensamento positivo.

Um dos segredos para o sucesso dos milionários.

Já leu esse livro? Quer ler? O que achou do texto? Algumas perguntas. E você pode respondê-las depois do bip.

Bip.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Sobre os novos livros... (parte 2)

É, demorei pra voltar e continuar com esses livros. Mas vamos lá, aos 3 que faltaram.




Como vender qualquer coisa a qualquer um, de Joe Girard com Stanley H. Brown é um livro que tem obtido certo destaque.

Girard é apontado pelo Guiness World Records como o maior vendedor do mundo. Não sei se é. Mas ele ensina alguns métodos e estratégias que podem auxiliar no seu processo de comercialização.

Além de estimular as pessoas a pensarem positivo nas próprias vendas.

O livro de ouro da liderança é escrito por John C. Maxwell. Ele é apontado como o maior treinador de líderes da atualidade. Aqui, apresenta as lições de liderança que aprendeu ao longo da vida.

A obra descreve uma jornada iniciada em 1964, quando o autor tinha 17 anos. E pela primeira vez refletiu sobre o que necessitava para ser um líder.

E pra abrir ainda mais a cabeça, A educação dos futuros milionários de Michael Ellsberg trata de como  ser um autodidata e apostar numa educação continuada podem colocar seus filhos no caminho do milhão.

Vivemos a era do conhecimento. Ellsberg trata da força que uma ideia pode dar a um ser humano. E como a educação continuada e a inteligência prática podem te colocar a frente de pessoas com curso superior, por exemplo.

Então, vou para as leituras. Logo as resenhas deles estarão aqui.


Aproveite e comente depois do bip.

Bip.

domingo, 9 de dezembro de 2012

Sete passos para os sonhos.


Tempo. 

A maior grandeza do ser humano. Não, não é o dinheiro. Isso a gente consegue quando administra bem o tempo.

Palavras da coach Zaíra Vasconcelos. Gravei um quadro com ela na Band News Fm. E olha que eu já tinha ouvido isso. Do Christian Barbosa, no livro Mais Tempo, Mais Dinheiro (resenha aqui).

Incrível como as vezes administrá-lo é difícil. A falta de foco atrapalha. Quando a gente não faz o que deve, se culpa. E que componente chato esse.

Sentir-se culpado trava você. Parece frescura. Mas levante a primeira pedra aquele que não se sentiu assim uma vez sequer.

Quando chega no fim do ano, por exemplo. E você olha o que não fez. O que poderia ter sido. Aí começa a se prometer para o ano seguinte.

Você já pegou a sua lista de "promessas" ou "realizações" desse ano? Já viu o que cumpriu? E o que não atingiu? É muita coisa?

Ai tem aqueles que viram pra você e dizem "o que não fiz agora, faço ano que vem." "Pra que se esquentar com isso hoje?" "É só prometer de novo."

O problema não é prometer. É se com-prometer. Assumir o que você quer. E trabalhar para realizar.

Não adie seus sonhos. Desenvolva um método básico.

- Primeiro, sonhe. Sonhe muito. Deseje com vontade mesmo.
- Depois, coloque no papel o sonho. Visualize o que ele pode ser. Recorte ou imprima fotos.
- Daí, entre no sonho. Vá à concessionária e conheça por dentro o carrão que você quer. Visite sua futura casa. Saiba o que é necessário pra realizar aquela super viagem ao Caribe.

Se seu sonho não é material, não tem problema. Existem formas de realizá-lo. Você só precisa saber qual. Relacionamentos com as pessoas certas, por exemplo.

- O passo 4 é esboçar seu plano para realizar o desejo. Sonhos subentendem trabalho duro. E alguns sacrifícios momentâneos. 

De tempo, dinheiro, enfim. Saiba até onde você pode - e quer ir. Não fique "bitolado" se demorar um pouco mais. Planeje seu tempo semanal, mensal, anual e até quinquenalmente (5 anos). Ou mais.

-  Quinto, ao saber quanto de tempo, dinheiro e empenho vai ser necessário, é só se perguntar "eu estou disposto mesmo"? 

Se esse for seu desejo, acredite. Aposte. Invista. E busque outras formas para acelerar seus sonhos. Outras formas de renda. Investimentos diferenciados. Enfim.

- Sexto, bote a engrenagem pra rodar. Busque. Batalhe. Trabalhe. Invista. E não deixe de se divertir de vez em quando. Espairecer também é importante.
- Sétimo, verifique sempre seu sonho. Lembre-se do porquê de se sacrificar. Acompanhe suas metas. Cumpra-as. E não desanime.

O sonho vem. Muitas vezes antes do que imaginamos.

Eu já comecei a buscar os meus. E vou com ainda mais força de agora, até o ano que vem. E além.

2013 será um ano sensacional. Lembre-se disso. 

E deixe seus sonhos - ou comente - depois do bip.

Bip.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sobre os novos livros... (Parte 1)

O tempo corre tanto que as vezes nem sobra tempo de se fazer o que a gente gosta.

Peço desculpas mais uma vez pessoal. Vou dar o briefing de 3 dos 6 livros novos que adquiri na última semana. Porque o tempo urge!


O Método mostra a maneira como os autores Phil Stuts e Bary Michels desenvolveram ferramentas para estimular o crescimento pessoal.

Elas impulsionam a pessoa a agir e transformar os obstáculos que se apresentam em oportunidades. Assim você pode aumentar sua motivação, confiança e criatividade.

O homem mais rico da Babilônia é uma obra com mais de um milhão e meio de leitores nos EUA. Nela, George S. Clason se baseia nos segredos dessa civilização do mundo antigo. 

E nos meios que eles encontraram para acumular riqueza, solucionar problemas financeiros, e evitar desperdícios de dinheiro.

Em As 10  principais diferenças entre os milionários e a classe média, Keith Cameron Smith elenca as razões por trás da mentalidade vencedora. 

Lembra um pouco Quem Pensa Enriquece, de Napoleon Hill. Só que, aqui, ele pontua as diferenças que fazem as pessoas deixarem a mentalidade "classe média" e se tornarem milionárias.

(Vai muito além só do dinheiro, meus caros...)

Por uma questão de tempo, deixo os demais para seus comentários, depois do bip. Voltarei depois para falar dos mesmos.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Novos livros - 6 de uma vez.

Promoção não é brincadeira, cara... Levei essas 6 obras por 100 reais.


Se conhece alguma delas, pode deixar seu comentário depois do bip. Mais tarde trago um briefing de cada.

Abraços a todos.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Do livro ao link - Para refletir...

Do Uol, que republicou matéria da BBC Brasil. Link aqui e aqui.


Homem mais rico da China come em cantina e vive com R$ 40 por dia

Com uma fortuna de cerca de US$ 20 bilhões, Zong Qing Hou, o homem mais rico da China, disse, em entrevista à BBC que come com seus funcionários na cantina e que gasta, em média, o equivalente a R$ 40 por dia.

"Gasto menos que meus empregados. Acredito na vida simples e dou dinheiro para a caridade. Apesar de ser rico, não serei odiado por isso", disse na sede da sua empresa.

O "gene da frugalidade", no entanto, não parece ter sido "herdado" na família. A BBC foi informada que o Lamborghini estacionado na entrada da empresa pertence à sua filha.

Apesar de ocupar o lugar mais alto no topo da pirâmide econômica de seu país, o bilionário, que começou vendendo picolés, de bicicleta, 25 anos atrás, disse acreditar que o próximo líder do país tenha de enfrentar a crescente desigualdade da China.

"Muitos aqui ainda são pobres. Esse fosso social se tornou um problema enorme e fonte de muita insatisfação", disse.

*******

No site, você pode ver ainda um vídeo do sr. Zong Qing Hou.

É, como dizem os dois especialistas de O milionário mora ao lado (para mais sobre esse livro, clique aqui.), todo milionário é um pouco frugal no estilo de vida.

... E meio pão-duro também.

O que acharam? Comentem depois do bip.

Bip.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Biblioteca de Negócios - 11 e 12 - O milionário mora ao lado.

Aqui estão os dois quadros do livro O milionário mora ao lado, de Thomas J. Stanley & Willian D. Danko.

E não esqueçam!! Nessa quarta, as 9h, 13h10 e 15h50, um novo quadro Biblioteca de Negócios pra você, ouvinte da Band News Fm em Salvador.

Sintonize 99,1 FM e curta. Postarei essa semana ainda aqui no blog, pra quem não é da capital dos baianos.

Como já dito aqui na segunda-feira, O milionário mora ao lado faz um estudo profundo de quem são os milionários norte-americanos. Principalmente os do começo dos anos 1990.

Mas apesar de 20 anos de diferença, acredite: o processo de construção da coluna de riqueza perpassa muitos dos elementos elencados pelos professores Stanley e Danko.

Palavras de Marcos Silvestre, seu consultor financeiro pessoal e colunista da Band News FM. Fã do livro, ele comentou a obra.

As análises do professor Marcos Silvestre vocês podem acompanhar nos dois quadros abaixo.

No primeiro, uma resenha do livro. 



E neste segundo aqui, sete características que fazem os milionários ainda mais ricos nos EUA. E em qualquer lugar do mundo, diga-se.


E você? O que achou? É assim mesmo que se constrói um milionário?

Aproveite e deixe sua opinião, crítica, dúvida ou sugestão depois do bip.

Bip.

Do livro ao link - as 10 maiores franquias do país.

O Infomoney divulgou um ranking básico das 10 maiores franquias do país, em unidades. Dá uma olhadinha.

RANKING:


1 - O BOTICÁRIO - PERFUMES, BELEZA E ESTÉTICA.
- 3.337 UNIDADES - R$150 MIL A R$450 MIL REAIS.

2 - ORTOBOM - COMÉRCIO DE COLCHÕES.
- 1762 UNIDADES - R$93 MIL A R$183 MIL.

3 - KUMON - EDUCAÇÃO.
- 1565 UNIDADES - R$17 MIL A R$47 MIL.

4 - MCDONALDS - FAST-FOOD.
- 1260 UNIDADES - R$1,28 MILHÃO A R$2,59 MILHÕES.

5 - L'ACQUA DI FIORI - PERFUMES, BELEZA E ESTÉTICA.
1166 UNIDADES - R$60 MIL A R$145 MIL.

6 - WIZARD - ESCOLA DE IDIOMAS.
- 1163 UNIDADES - R$65,8 MIL A R$359,8 MIL.

7 - CACAU SHOW - CHOCOLATES E TRUFAS.
1149 UNIDADES - R$58 MIL A R$155 MIL.



8 - AM PM - LOJA DE CONVENIÊNCIA EM POSTOS DE GASOLINA.
 - 1118 UNIDADES - R$116 MIL A R$274 MIL.

9 - FISK - ESCOLA DE IDIOMAS.
- 1002 UNIDADES - R$60 MIL A R$156 MIL.

10 - SUBWAY - FAST-FOOD.
- 902 UNIDADES - R$270 MIL A R$440 MIL.

O vídeo segue abaixo, com as informações sobre o mercado de franquias.


Chamam a atenção:


  • O alto valor pra se abrir uma McDonalds - a mais cara, custa mais de 1 milhão de reais.
  • A Ortobom em segundo lugar - comércio de colchões, travesseiros, etc.
  • Como franquias de perfumaria e estética (2 entre as 5 primeiras) e unidades de educação e idiomas (3 entre as 10 maiores) fazem sucesso. 
  • O baixo valor para se abrir uma unidade Kumon - tanto que é considerada uma micro-franquia.


E vocês, o que pensam disso?

Deixem seus comentários depois do bip.

Bip.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Biblioteca de Negócios - 7,8,9,10.

Como fiquei bastante abafado nas últimas semanas, nem deu pra postar por aqui os quadros.

Lembro que todos estão na minha página no facebook. Basta clicar aqui.

Pra não ficar atrasado, você também pode acompanhar a Biblioteca de negócios pelo facebook da Band News Fm Salvador.


Aqui vão os quadros 7, 8, 9 e 10.

O número 7 fala do livro A Arte do Começo, de Guy Kawasaki. Que inclusive foi um dos primeiros que passaram aqui pelo blog. Olha a resenha dele aqui.

Abaixo o quadro.



O quadro número 8 também fala de A Arte do Começo. Mas pontua os principais aspectos destacados pelo autor no livro. São dez ao todo. Confira abaixo!



No quadro número 9, falamos de marketing e mídias sociais. Com a participação mais que especial do professor Fábio Bito Teles.

Destaque para o livro A Revolução das Mídias Sociais, de André Telles (não, eles não são parentes. Não que eu saiba, pelo menos). Pra ler a resenha desse livro no blog, clique aqui!


E no décimo quadro, o especialista Fábio Teles fala mais sobre o social media marketing - ou marketing em redes sociais.



Desculpem o atraso. Ainda tem mais dois - do livro O milionário mora ao lado. E nessa semana, tem A ideia é boa. E agora?

Não perca! Biblioteca de Negócios, na Band News Fm Salvador, as 9h, 13h10, 15h50 (horário da Bahia).

Aproveite e comente o quadro aqui. Depois do bip.

Bip.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Do livro ao link - resenha O milionário mora ao lado.

Eis um belo livro. E uma boa resenha também. Pra quem pretende aprender como se tornar um milionário, esse livro tem tudo pra te ajudar.

Já comentei sobre ele aqui no blog. E quem acompanha o quadro Biblioteca de Negócios na Band News FM pode ouví-lo na semana passada.

A resenha está no site www.valoresreais.com. Foi escrita em 2010. O link é esse aqui.


Pra facilitar sua vida, aqui vai um trecho importante.

O livro trabalha sete características comuns a todos os que conseguiram construir riqueza – os denominados PAR (Prodigiosos Acumuladores de Riqueza) – em contraposição aos SAR (Sub-Acumuladores de Riquezas). Esses sete denominadores comuns correspondem a sete capítulos do livro:

1. Levam uma vida frugal: ou seja, vivem muito abaixo de seus meios. Os autores chegam a dizer que ser frugal constitui a pedra fundamental na construção de riqueza. Nesse tópico, é mostrado que um milionário americano típico tem um estilo de vida surpreendentemente simples: dentre outras coisas, não paga caro por relógios, sapatos e ternos, e planeja muito bem as suas compras, aproveitando sempre que possível as liquidações e os cupons de desconto.
2. Alocam de maneira eficiente os fatores tempo, energia e dinheiro, com o objetivo de construir riqueza: constatou-se que os PAR, em relação aos SAR, alocam quase o dobro de horas mensais para planejar seus investimentos financeiros. É curioso observar que os SAR investem em aplicações financeiras de fácil resgate, já tendo em vista as imediatas necessidades de consumo, ao passo que os PAR investem em negócios e aplicações que requerem mais planejamento. Em relação às ações, os PAR também não ficam girando a carteira de modo constante: pelo contrário, comprovou-se que a maioria deles conservam suas ações durante vários anos.
3. Crêem que a independência financeira é mais importante do que exibir alto status social: os típicos milionários americanos não gastam horrores em veículos: grande parte deles prefere usar veículos comuns norte-americanos, ao invés de luxuosos importados, sendo que parcela considerável compra carros usados.
4. Não receberam ajuda financeira dos pais: como dito acima, a maioria dos milionários americanos é de primeira geração e não receberam o que os autores denominam de PSE (Pronto-Socorro Econômico), presentes em dinheiro (ou conversíveis em dinheiro) dos pais. A conclusão lógica é a de que doar precipita o consumo, mais do que economia e investimento. Uma conclusão reveladora da pesquisa é que, comumente, o filho economicamente mais produtivo recebe a menor parte da riqueza dos pais, enquanto que o menos produtivo recebe a maior parte. Disso se extrai uma conclusão, estatisticamente comprovada: “quanto mais dinheiro um filho adulto ganha de presente, menos irá acumular; os que ganham menos presentes monetários acumulam mais”.
5. Seus filhos adultos são auto-suficientes economicamente: nesse capítulo, os autores abordam o tema da transmissão de riqueza intergeracional, incluindo as 10 regras que os pais abastados ensinam a seus filhos que se tornaram bem-sucedidos.
6. São competentes para identificar as oportunidades de mercado: aqui são relacionadas algumas das profissões e serviços que têm como público-alvo os milionários norte-americanos. Talvez seja o capítulo que menos interesse ao leitor brasileiro, já que pouco do que está nesse capítulo pode ser aproveitado para ser aplicado aqui.
7. Escolheram a ocupação certa. Concluiu-se que a maioria dos abastados é constituída por proprietários de negócios e profissionais liberais autônomos. Em relação a esse ponto, chegou-se a outra curiosa conclusão: embora o senso comum tende a acreditar que são as empresas de alta tecnologia as que mais fornecem milionários, percebeu-se que, no longo prazo, quem acaba triunfando e sobrevivendo mais são empresas de categorias banais/convencionais de negócios, como manufaturas de lambris (alguém sabe o que é isso? :D ) e de materiais de construção, lojas de eletrônica e de peças de automóvel.


Vale a pena dar uma olhada no site. A resenha toda, eu lembro mais uma vez, está no link abaixo:


Confiram! Posto depois os quadros de O Milionário Mora ao Lado aqui.

Abraço. E comentem depois do bip.

Bip.

domingo, 28 de outubro de 2012

Eleições em Salvador - Boa briga entre péssimos candidatos.


Ele nunca vai admitir. Mas Wagner é o derrotado da eleição.

Depois de uma acachapante vitória no governo do estado, com mais de 60% de aprovação, ele achou que faria o prefeito de Salvador com a máquina do estado.

Desprezou os policiais. Os professores. E outras categorias que o ajudaram a chegar lá. Entrar em campanha eleitoral com greve no ensino no estado parecia piada pronta.

O mais irônico? Não foi ele quem "retirou o PFL do poder"? Tinha a chance agora de derrubar de vez o DEM. Afinal, acreditem: Eles só tem Salvador.

E é exatamente aqui, onde se achava que o DEM iria morrer, que ele ressurgiu, com a vitória de ACM Neto. O "ex-grampinho". Um candidato que nem a família levava fé.

Ou alguém crê na força política nacional de Vitória e Aracaju, cidades que crescem muito, mas que hoje, possuem pouca representatividade política nacional?

Agora, na boa: se o governador fosse um pouco menos intransigente com as categorias. Evitado greves estapafúrdias, como as da polícia e dos professores, com bom senso. Alguém acha que o candidato dele não venceria com uma ampla margem?

O que tem de bom? Talvez com isso ele aprenda a lição. Vamos ver também se ACM Neto é isso tudo que se espera dele. ACM voltou. Não o cabeça branca, que agora é outro. E sim o Neto.

Outra: 53% a 47%. Boa briga. Boa disputa. Mostra uma cidade bem dividida. Faz bem pra democracia.

Mas na boa: Salvador não vai andar muito, não. E não andaria com Pelegrino também. Essa foi uma eleição com alguns dos piores candidatos da história.

Aprenda Salvador. E acorde cada vez menos dependente desses políticos.

Na boa (2). Eles só fazem atrapalhar nossa vida. E tenho dito.

Deixe seu comentário depois do bip.

Bip.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Biblioteca de Negócios - 5 e 6 Nunca Procure Emprego.

Gente, que atraso. Desculpem, desculpem. O blog ficou meio fora de órbita por uns tempos. Eleições, novos projetos, tempo escasso...

... Além é claro do quadro na rádio, que tem consumido minhas energias. Mas é gostoso de fazer. E de postar aqui.

E por isso, trago mais dois deles aqui. O primeiro, sobre o livro Nunca Procure Emprego, de Scott Gerber.


Aqui está o primeiro áudio da coluna. Ouça!



No segundo, uma conversa sobre empreendedorismo, com Francisco Garofani. 

Cozinheiro com vasta experiência no segmento de alimentos e bebidas, ele é o dono do restaurante Cantina Garofani, excelente culinária italiana no Parque Júlio Cesar, na Pituba, Salvador-BA.




Aproveitem. E não deixem de comentar depois do bip.

Bip.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Do livro ao link - 9 serviços bancários gratuitos.

A dica do link é do profº Marcos Silvestre, da Band News Fm e do site O plano da virada. E está no site da revista Você S/A.

São informações pouco divulgadas. O que fere o direito de informação ao consumidor - de acordo com especialistas na área. 

Desde 2008, os bancos têm que oferecer aos clientes uma modalidade de conta gratuita. Isso está na Resolução 3518 do Conselho Monetário.

E aqui vão 9 serviços que você tem direito gratuitamente. Fique atento a eles em sua próxima ida ao banco. Ou na conversa com o gerente.


1. Cartão com função débito.

2. Segunda via do cartão de débito, exceto nos casos decorrentes de perda, roubo, furto, danificação e outros motivos não imputáveis à instituição emitente.

3. Quatro saques por mês, em guichê de caixa ou em terminal de autoatendimento.

4. Duas transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês.

5. Dois extratos mensais, com a movimentação dos últimos 30 dias.

6. Consultas da conta pela internet.

7. Extrato anual consolidado, detalhando, mês a mês, os valores cobrados no anterior que se referem a tarifas.

8. Compensação de cheques.

9. Dez folhas de cheques por mês, desde que o cliente possua os requisitos necessários para a utilização de cheques, conforme a regulamentação em vigor e as condições firmadas.


Se seu banco não presta algum desses serviços sem cobrar, Procon nele!


Aproveite e deixe seu comentário depois do bip.

Bip.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Biblioteca de Negócios 3 e 4 - Investimentos a Prova de Crise.

Estou muito, muito abafado mesmo. Posto com atraso os quadros do professor Marcos Silvestre.

Eles estão no meu canal no Youtube. Então, você já sabe que não tem desculpa para não ouví-los.

Sério. São três minutinhos que podem fazer uma grande diferença no seu futuro. Principalmente se você quer ter mais dinheiro do que hoje.

Quadro 3 - Livro Investimentos a Prova de Crise.


Quadro 4  - Lições Investimentos a Prova de Crise (Títulos do tesouro direto)


Para mais dicas do professor Marcos Silvestre, acesse www.oplanodavirada.com.br.

E, claro, deixe seu comentário depois do bip.

Bip.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Pequenos ajustes de rota.

Algumas explicações e ajustes pra você que acompanha a Biblioteca.

1) O quadro Biblioteca de Negócios, na Band News FM, passou para quartas e sextas. Apesar da mudança de dia, ganhamos mais dois horários de exibição. 

Além das 10h da manhã, você ouve as melhores dicas de livros de negócios também às 14h10 e as 16h50.

2) O blog está um pouco desatualizado, verdade. Isso porque tenho dado mais força no quadro da rádio. Já que é o start de que ele precisa. Outros projetos relacionados também tem ocupado meu tempo. 

Sem contar que no trabalho fico ocupado por dois fins de semana seguidos. O primeiro, na última semana. O segundo, o das eleições (sim, jornalista trabalha nesse dia, e muito).

3) Parei a leitura de um livro, A Cauda Longa, de Chris Anderson, para começar O Negócio do Século XXI, de Robert Kiyosaki. Isso porque comecei a desenvolver um projeto baseado nesse livro.

Mesmo assim, A Cauda Longa provavelmente estará em um dos próximos quadros Biblioteca de Negócios, da Band News FM, com as dicas de um renomado especialista sobre marketing digital. Nada se perde.

O Negócio do Século XXI, que está aqui, deve fazer parte da Biblioteca, logo, logo.



Por ora, é só isso. Abraços a todos.

E deixem seus comentários, dicas e principalmente sugestões depois do bip.

Bip.

sábado, 29 de setembro de 2012

Biblioteca de Negócios 2 - Lições do Pai Rico.

Desculpem a demora. O final da semana foi um pouco corrido. Mas aqui está o segundo quadro da minha coluna na rádio Band News Fm Salvador.


Pra quem mora em Salvador, é só sintonizar 99,1FM as terças e quintas, durante o Band News FM primeira edição, que vai ao ar das 9h30 às 11h.


Quem não mora na capital dos baianos, ou não ouve a rádio nesse horário, acompanha por aqui. Ou pelo meu canal no Youtube. Clique aqui e confira.


E se quer saber ainda mais sobre esse livro, dá uma olhadinha no post dele aqui no blog. Basta clicar aqui.

Semana que vem tem mais. Destaque para o livro Investimentos a Prova de Crise, do profº Marcos Silvestre.

Aproveite pra deixar seu comentário depois do bip.

Bip.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Livro - Nem Warren Buffet é Perfeito!

Adoro livros que questionam verdades absolutas.  Ou que mostram as derrotas. Os prejuízos e perdas. Já disse isso aqui.


Nem Warren Buffet é perfeito! (Even Buffet Isn’t Perfect, 2008) de Vahan Janjigian é exatamente esse tipo de trabalho. Uma verdadeira pesquisa sobre o maior investidor do mundo.

E o mais pajeado, elogiado, endeusado também. Mas que é humano, como qualquer um de nós.

O próprio livro traz essa informação. No catálogo de obras da Amazon.com, o nome “Buffet” aparece em 2.897 resultados.

Daí, os autores acreditam que basta seguir a estratégia de Buffet para acertar nos negócios. 

Ora, se ele é um megamilionário, não é possível que você também não possa usar os mesmos passos e chegar lá? A mesma estratégia? A mesma forma de investimento no longo prazo?

Calma, jovem padawan (pra quem não sabe o que significa,veja aqui). Até porque, o próprio Buffet tem suas contradições.

Uma delas: Buffet diz que a diversificação de um portfólio não é necessária. Seis papéis diferentes bastam. No máximo, 10.

Mas não é o que a Berkshire Hathaway, empresa criada por ele com Charlie Munger, tem feito. Nos últimos tempos, a própria Berkshire tem diversificado seu portfólio.

Outra: Ele adquire grandes fatias de empresas com o capital à sua disposição na Berkshire Hathaway. Mas nem sempre acerta. Em algumas, ele chegou a assumir o lugar de CEO para recuperá-las. E fazer o mesmo com os prejuízos dele. Ao menos em parte.

Ainda sobre a Berkshire, as fatias que ela compra das empresas são colossais. Na escala dos bilhões de dólares. Você, pequeno, médio ou até relativamente grande investidor brasileiro, vai poder fazer o mesmo?

Acho que não... A não ser que você seja o Eike Batista. Ou o Abílio Diniz.

O mais legal do livro é trazer um pouco de humanidade ao mito Buffet. Aqui está o grande mérito do pesquisador. Que, aliás, faz do livro um verdadeiro trabalho de investigação e análise.

Ao quebrar os paradigmas em que certos autores se pautam ao descrever Buffet e sua forma de investir, Janjigian também mostra que os dogmas podem ser discutidos. Quebrados. E reconstruídos sob uma nova ótica.

O que ajuda ainda mais a fortalecer a imagem de Warren Buffet, como o maior investidor do mundo.

E você? Gosta da forma Buffet de investir?

Aproveite e deixe seu comentário depois do bip.

Bip.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Biblioteca de Negócios 1 - Pai Rico Pai Pobre.

Avant-premiére! Ou algo assim...

Bom, aqui está o primeiro quadro Biblioteca de Negócios, veiculado na Band News FM Salvador. 

Você pode ouvi-lo todas as terças e quintas, no Band News FM primeira edição - em algum horário das 9h às 11h da manhã. Desculpem pelo erro, inclusive, já que o quadro não irá ao ar no Band News FM segunda edição.

Clique no link abaixo e confira o primeiro de muitos.


E se você quer saber ainda mais sobre o livro Pai Rico Pai Pobre, não deixe de ouvir o quadro dessa quinta-feira. Trarei as lições desse best-seller.


Deixe seu comentário depois do bip - e do logo da Band News, pra você não esquecer.

Bip.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Biblioteca de Negócios na Band News Fm - agora vai!

Nessa terça, pessoal. Finalmente o Biblioteca de Negócios vai ao ar. Para os ouvintes de Salvador.

Aos demais, colocarei o quadro na internet sempre depois que for veiculado. Será as terças e quintas, no Band News FM primeira (entre as 9h e as 11h) e segunda edição (das 18h às 18h40).

Hoje foi o evento de lançamento de todos os novos quadros da emissora. Durante a comemoração do aniversário da rádio. 

Aproveitei para tietar um de meus grandes ídolos, o jornalista Ricardo Boechat.


O mais legal foi que ele lembrou de mim. Estive em São Paulo há 2 anos, para um treinamento de videorreportagem.


Aproveitei e bati um papo muito bom com essa figura incrível. Um cara sem papas na língua. Que tem uma forma peculiar de ver o mundo. As vezes meio anárquica. Mas sempre com opiniões bem balizadas.


Um mestre dos comentários, diga-se.

Amanhã, posto o quadro aqui. Valeu, pessoal, vamos juntos.

E seu comentário, você deixa depois do bip, ok?

Bip.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Do livro ao vídeo - Viral de AXE com duas gatas.

Sabe aqueles vídeos de comerciais no Youtube, antes de você assistir ao vídeo original? E que muita gente pula depois de 5 segundos.

Bem, a marca AXE de desodorantes decidiu desafiar as pessoas a assistirem a propaganda até o final.

Para isso, conta com a ajuda de duas lindas garotas que explicam... Enfim, veja o vídeo e entenda.


Claro, homens dificilmente pulam. Mulheres, se estiverem curiosas, também ficam.

E a campanha tem dado certo. De acordo com o site administradores.com.br, foram mais de 700 mil visualizações em 3 semanas. As exibições no canal da marca aumentaram quase 4 vezes, atingindo 316 mil visitas.

Houve aumento das pessoas que assistiram ao vídeo no formato 25% do conteúdo - aquele dos 5 segundos que citei acima. Passou de 40-42% para 60%

A ação foi criada pela agência New Content, em parceria com a CUBOCC.

A ideia é boa. Prende por algo que atrai as pessoas. Libido. Sexo. Mulheres bonitas. Em roupas sensuais.

Confira o vídeo e dê sua opinião. Ações que estimulam esses "instintos" ou "sensações" realmente tendem a dar mais certo?

Deixe seu comentário depois do bip.

Bip.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Livro - Como Chegar ao seu Primeiro Milhão.


Nada como conhecer histórias de outras pessoas, para inspirarmos a nossa, não acha?

Marco Falcone e Regina Tesima são um casal que decidiu iniciar um plano conjunto ambicioso. Independência financeira. O primeiro milhão. E depois o segundo...

Depois de conquistarem a primeira parte, juntos, decidiram contar em um livro uma parte do caminho até aqui.

Como Chegar ao seu Primeiro Milhão,  (Elsevier, 2008) da coleção Expo Money, vale a pena, gente. Principalmente para os casais iniciantes. E que pretendem garantir um futuro tranquilo.

O mais legal de um plano como esse é que só depende de nosso esforço. Da parceria. Do chamado por uma amiga minha, a jornalista Brenda Ramos, de casamento-empresa, ou casamento S/A.

O livro tem só um pecado. As vezes é complicado entender alguns dos dados e números que eles expõem.

Esperava ouvir mais “causos” deles. Mais dificuldades. Ou histórias de vizinhos e parentes que duvidavam. Ou que cometeram erros, ou criticaram os deles. Não que não haja boas histórias no livro, diga-se.

De qualquer forma, é uma leitura prazerosa e vantajosa. Contada principalmente por Marco Falcone. Acho que a esposa dele estava ocupada em gerir os negócios da família...

(Não tem jeito, amigos, elas são MUITO melhores que nós nisso também.)

É legal ver como eles passam dos títulos do tesouro para as ações, e até dividendos. Não quer dizer que seja a “fórmula mágica” ou o caminho perfeito. Mas é um deles.

Na verdade, o caminho correto é o estudo. O conhecimento. É o que Falcone faz sempre que descobre uma nova forma que possibilite ganhos para ele e a família.

Também é bom aprender com os erros deles na hora de escolher o carro. Ou de adquirir uma casa. E por aí vai.

Mais do que um livro com teorias e ideias, ou conceitos pré-concebidos de economistas, é uma obra real. Porque traz a vida que pode ser de qualquer um de nós. Com tropeços e grandes sacadas. Sem doutrinar. Apenas um relato.

Simples, humano e honesto. Você talvez pense como eu e diga “acho que quero ser como eles.”

Só não concordo muito com investimentos em bancos. Além dos chamados Axiomas de Zurique, a que eles se referem no livro. Mas aí é uma história que conto outro dia...

Se você já leu ou se interessou por esse livro, aproveite também pra deixar seu comentário. Depois do bip, sim?

Bip.

domingo, 16 de setembro de 2012

Do livro ao link - 8 dicas para um bom networking.

Vamos começar a semana com uma dica do site pontomarketing.com. 8 dicas simples de como realizar um networking eficiente. O original está aqui.

Pra quem não entendeu, trata-se de relacionamentos. Como construir uma rede de contatos que funcione. Com a qual você possa contar nas horas difíceis. E que trabalhe a seu favor.

1 - Converse muito. Esqueça a timidez ao encontrar pessoas diferentes. E seja um bom ouvinte. Elas sempre terão algo para falar.

2 - Tenha interesse pela vida das pessoas. Como dito antes, seja um bom ouvinte. E você poderá ser útil a elas algum dia, se souber o que as aflige ou preocupa.

3 - Não menospreze ninguém. Cada oportunidade de conhecer uma pessoa, e tornar-se interessante pra ela, não pode ser desperdiçada. Aproveite o momento como único.

4 - Relacione-se sem interesse. Não se preocupe em ter que pedir algo. Ou ter uma necessidade atendida. Primeiro se relacione, para que o pedido de auxílio torne-se algo natural.

5 - Escute com atenção. Já disse antes, mas é sempre bom repetir. Ao ouvir, você pode conhecer melhor a pessoa. E as necessidades dela. Além é claro, do que ela tem a oferecer.

6 - Esteja disponível para ajudar. Não meça esforços. E não espere retribuições. Ajude apenas. E você ficará na mente de quem for auxiliado.

7 - Personalize sua comunicação. Prefira mandar e-mails únicos. Evite mandar os e-mails para várias pessoas, para não desgastar a relação. Personalizando a mensagem, você faz a pessoa se sentir importante.

8 - Utilize e reutilize as dicas acima, sempre. Um relacionamento não é construído com uma ação pontual. E sim com a constância das atividades.

O original pode ser lido aqui. Aproveite e conheça mais sobre networking nos livros:

- Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie. 

Agora é sua vez. Deixe seu recado depois do bip.

Bip.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Biblioteca do Masca - 1 ano.



Há exatos 366 dias (afinal, estamos em um ano bissexto), a Biblioteca do Masca começava.

Um projeto pessoal para diversão, entretenimento, desenvolvimento pessoal e profissional. Desse que vos fala e, quem sabe, de outros interessados nos livros de negócios.

Em um ano, foram 252 posts. Mais de 25 mil visitas. E estou muito feliz com tudo isso.

Depois do "post zero", de início do blog, o primeiro livro que apareceu foi Vai Fundo! , de Gary Vaynerchuk. O texto foi republicado abaixo. Mas antes, algumas coisinhas.

1) O Blog vai pra rádio Band News FM Salvador. A partir da semana do dia 24 desse mês, no Band News FM primeira e segunda edição, você acompanha o quadro Biblioteca de Negócios. Que vai trazer curiosidades, entrevistas e resenhas sobre os livros de negócios. Não perca!

2) Até o fim do ano, daremos outro passo para um projeto mais amplo. O site Biblioteca de Negócios vai entrar no ar. Não só com os livros, mas também outras novidades. Fiquem ligados.

3) Gostaria de saber de vocês como conheceram a Biblioteca do Masca. Deixem seus comentários aqui, na nossa página no facebook (clique aqui), ou comunidade no Linkedin (clique aqui). Quero fazer um post especial com essas histórias.

Agora, voltemos ao post 1 da Biblioteca. E obrigado por estarem aqui. Vamos juntos que muita coisa está por vir.


Livro de negócios - Vai fundo!

Fonte: http://edimarramos.wordpress.com
Existem livros que te prendem de maneira irresistível. Seja pela linguagem do autor. A forma como ele se posiciona sobre determinado assunto. Ou a maneira de contar os fatos.

O que me atraiu em Vai Fundo!(Crush it!), de Gary Vaynerchuk, foi o nome. Ele estava espremido entre dois livros bem grossos em uma prateleira. Nem lembro o nome deles. Apenas vi o de Gary. E, quando peguei, claro que duvidei da capa.

Quantos livros não vemos por aí com a mesma ideia? "Ganhe dinheiro fazendo o que gosta". "Fique rico e tenha prazer". Pode parecer óbvio para quem conhece as possibilidades dos blogs, redes sociais e afins. Mas nem tanto para um estudante de pós-graduação, que escolhia livros de empreendedorismo.

Arrisquei. E não me arrependi. Gary demora para "contar os segredos" que o fizeram um especialista em marcas. De um ávido colecionador de cards, a trabalhador na loja de vinho do pai, até um fenômeno na internet com o WinelibraryTV, onde ele fala sobre vinhos com uma linguagem bem peculiar.

E onde está a riqueza? Talvez nos detalhes que o fizeram ser uma personalidade reconhecida na criação e fortalecimento de marcas pela internet. Ou na explicação sobre como potencializar seus resultados, a partir das redes sociais. Ou nas piadas que ele faz durante quase todo o livro.

Para mim, mais uma vez: está no nome.

Vai fundo! é um livro essencial para quem quer começar no mercado de internet. Apresenta um primeiro diário de bordo. Que deve acompanhá-lo, em etapas cruciais do percurso. Principalmente na forma como se pode potencializar uma marca pessoal, usando ferramentas digitais.

E é mais divertido que a média dos livros de empreendedorismo. Então, vai fundo!

Boa leitura, e deixe seu comentário depois do Bip.

Bip.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Do livro ao filme - Os Intocáveis.

Cartaz do filme Os Intocáveis.
Semana passada fui ao cinema. Para curar o coração com risos, ação, enfim. 

Mas admito que o momento teve mais magia do que os demais elementos. Assisti a um filme francês chamado Os Intocáveis (Intouchables, 2012).

E que experiência maravilhosa. Pelo encontro que a história proporciona. 

Entre o rico e o pobre. O branco e o negro. O bairro nobre e o gueto. E suas respectivas culturas, realidades e particularidades.

O filme é baseado no livro O Segundo Suspiro, de Phillippe Pozzo di Borgo. Ele é ex-executivo de uma casa de champagne famosa na França. E fica tetraplégico depois de um acidente de parapente. E resolve contar a própria história na obra.

O personagem é vivido por François Cluzet. Cercado por fieis serviçais, ele precisa selecionar alguém para ser o escudeiro principal. O Watson do Sherlock Holmes, se preferir.

E ele escolhe o mais improvável. Um recém-saído da prisão e morador da periferia chamado Driss (Omar Sy). Com um jeito único e irreverente, ele supera outros em uma seleção que ele nem queria ganhar.

Tudo porque Phillippe estava cansado de quem tinha pena dele. E queria alguém que não fosse agir assim.

Mesmo entre conflitos, esses dois mundos se encontram nas diferenças. E criam um laço. Único. Diferente. Como a melhor das amizades.

E aí você pergunta: "Tá, e o que tudo isso tem a ver com um blog de livros de negócios?"

Capa do livro que gerou o filme.
Sim, o filme saiu de um livro. Mas está aqui por outros motivos.

Até alguns anos, trabalhei na Band News FM Salvador. Minha chefe, Silvana Oliveira, montava as equipes de um jeito interessante.

Por mais que trabalhar num veículo all news necessite de agilidade, velocidade de digitação, polivalência e aprendizado constante, nem todos os profissionais dali trabalhavam nesse ritmo frenético.

Alguns eram um pouco mais lentos. Ou só conseguiam se focar em uma coisa por vez.

Havia também pessoas de vários bairros de Salvador. Centro. Periferia. Área nobre. Subúrbio. Homens. Mulheres. Homo e heterossexuais.

Diferentes realidades. Culturas. Aprendizados. Que convivem. Claro, com uma liderança no nível de uma mentora.

Ante todas as dificuldades que o processo possa trazer, ele é riquíssimo. Ele ensina. Aprende. Evolui.

Outro exemplo são as escolas públicas do Brasil de décadas atrás. Que, pela qualidade de ensino, reuniam alunos de diferentes classes sociais e bairros.

Acho que o filme tenta passar isso pra gente. Essa ideia de conhecermos o diferente. Não temê-lo apenas pelos nossos preconceitos infundados.

Em tempo: isso pode auxiliá-lo na formação dos seus profissionais. E até mesmo no desenvolvimento de diferentes aptidões. Até das suas, se for liderá-los. 

Cada um deles tem um jeito. E você precisa saber lidar com todos. Afinal, respeitar as diferenças, reconhecê-las e potencializá-las para o bem da equipe é papel do líder.

Com isso em mente ou não, assista o filme. Foi o mais visto na França em toda a história - mais de 20 milhões de expectadores. Segue abaixo o trailer.



Aproveite e comente o que achou da película, e desse post, aqui no blog. Depois do bip.

Bip.